Guilda Harbingers of Chaos

Forum para membros da guild Harbingers of Chaos Wow-Brasil
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 5

Ir em baixo 
AutorMensagem
Zackaryn
Admin
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 18/12/2009
Idade : 29
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Capítulo 5   7/4/2010, 13:28

Capítulo 5 -Parte I

Reino de Caos - O retorno da Burning Legion

Warcraft III: O Reino de Caos - O Flagelo ( The Scourge )em Lordaeron


Depois de se preparar por muitos meses, Kel'Thuzad e seu Culto Maldito finalmente soltou o primeiro sopro da pestilência "undeath" nas aldeias de Lordaeron. Inicialmente vista como uma epidemia comum , a pestilência rapidamente se alastrou na região . A Aliança , ao perceber se tratar de algo de maior importância , acionou Uther e os paladinos da mesma categoria para que investigassem as regiões infestadas na esperança de achar uma explicação e um modo de parar a pestilência. Apesar de seus esforços, a pestilência continuou se espalhando.

Com a progressão da mortandade humana local e a notícia que os cidadãos além de estarem morrendo voltavam como zumbis sanguinários e pestilentos , crescia a preocupação de a praga ter origem na magia negra e não ser um problema biológico apenas . Com a proliferação de corpos e de zumbis undeads pelas cidades do reino de Lordaeron , o Rei Terenas e seu filho, o Príncipe Paladino Arthas, entraram efetivamente na campanha . Arthas identificou que os focos da pestilência proviam intencionalmente de caldeirões infectados , cuidadosamente espalhados por vilas e cidadelas , como se fosse um plano diabólico arquitetado . Suas investigações levaram-no a identificar o Arquemago Kel'Thuzad como aparente mentor da praga , tendo Arthas conseguido matá-lo . Mas mesmo assim, os zumbis undeads nasciam de todos os aldeões , fazendeiros ou soldados que fossem mortos defendendo suas terras. Frustrado e desanimado com a força aparentemente implacável do inimigo, Arthas progressivamente adotava medidas mais extremas e radicais para tentar erradicar o inimigo , fazendo com que passasse e tomar estranhas condutas de questionável valor moral e ético . Passou então a ser advertido por seus companheiros que estava perdendo sua lucidez , sua honra e sua humanidade.
Apesar disso Arthas acreditava que poderia salvar deu povo , nem que para isso medidas questionáveis do ponto de vista moral fossem tomadas . Continuando sua jornada desesperada e já irracional , ele localizou a fonte da pestilência em Northrend e para lá navegou com seus soldados subordinados , com o intuito de terminar com essa maldita ameaça para sempre. Acreditando que salvaria seu povo , o príncipe Arthas se apossou da espada amaldiçoada de Frostmourne. Embora a espada lhe concedesse um poder inacreditável ela também roubou sua alma transformando-o no maior dos Cavaleiros Mortos ( Death Knights ) do Lich King. Com sua alma e sua sanidade arrasadas, Arthas aderiu aos planos macabros do Lich King de disseminar a morte . Ele se tornou o comandante direto da Scourge contra seu próprio reino . Ao final, Arthas e seu exército de Undeads invadiu seu Reino natal e acabou por assassinar seu próprio pai , o Rei Terenas, esmagando Lordaeron com a força de Lich King.

Sunwell - A Queda de Quel'Thalas

Mesmo com a destruição de Lordaeron pelo corrompido Arthas , ele ainda continuava a ser assombrado pelo fantasma de Kel'Thuzad . Seu fantasma contou para Arthas que precisava ser ressuscitado para a próxima fase do plano do Lich King . Para ressuscitá-lo , Arthas precisava levar os restos de Kel'Thuzad ao místico Sunwell, escondido dentro do reino eterno dos High Elfs, em Quel'Thalas.
Arthas e sua Scourge invadiram Quel'Thalas e fizeram cerco às defesas dos Elfos , destroçando-as. Sylvanas Windrunner, a High Elf Sentinela Geral de Silvermoon, empreendeu uma grande batalha contra Arthas , mas ele a destruiu e passou por cima do poderoso exército dos High Elfs , chegando ao Sunwell. Em um gesto cruel de seu domínio, Arthas ressuscitou o corpo de Sylvanas e a transformou em uma zumbi Banshee amaldiçoada e a obrigou a servi-lo eternamente .
Para completar sua missão , Arthas por fim submergiu o resto de Kel'Thuzad dentro das águas santas do Sunwell. Embora as águas potentes da Eternidade fossem maculadas por este ato, Kel'Thuzad foi ressuscitado como um Feiticeiro Lich . Ressuscitado como um ser ainda mais poderoso, Kel'Thuzad , o ex-mago humano , agora feiticeiro Undead , explicou a próxima fase do plano do Lich King. Até que Arthas e seu exército undead virassem para o sul, nenhum Elfo permanecia vivo em Quel'Thalas. A gloriosa terra natal dos High Elfs , que havia resistido a invasões por mais de nove mil anos, agora sucumbira .

O Retorno de Archimonde e o Vôo para Kalimdor

Uma vez que Kel'Thuzad estava novamente inteiro, Arthas conduziu "The Scourge" para o sul de Dalaran. Lá o Lich obteve o poderoso Livro de Magias de Medivh, e usou-o para chamar Archimonde de volta ao mundo. Daquele ponto em diante, o próprio Archimonde começaria a invasão final da Legião. Nem mesmo os feiticeiros de Kirin Tor puderam impedir as forças de Arthas de roubar o Livro de Medivh, e logo Kel'Thuzad tinha tudo que ele precisava para executar seu feitiço. Depois de dez mil anos, o poderoso demônio Archimonde e sua legião emergiram uma vez mais no mundo de Azeroth. Dalaran não era seu destino final. Sob as ordens de Kil'jaeden , Archimonde e seus demônios seguiram a Scourge Undead até Kalimdor, com a intenção de destruir Nordrassil, a Árvore Mundial.
No meio do caos, um solitário e misterioso profeta parecia estar ajudando a orientar as raças mortais. Este profeta era ningúem menos que Medivh, o último Guardião . Milagrosamente ele voltou do Além para se redimir de seus pecados passados. Medivh revelou à Horda e à Aliança dos perigos que eles enfrentariam e lhes pediu que enfrentassem isto juntos. Desgastados por gerações de ódio, os Orcs e os Humanos não se uniriam para isso. Assim , Medivh foi forçado a lidar separadamente com cada raça, usando de profecia e de seus artifícios para guiar separadamente ambos os povos , por mar , para a lendária terra de Kalimdor. Os Orcs e Humanos logo encontrariam a civilização escondida dos Kaldorei , os Elfos Noturnos .
Os Orcs, conduzidos por Thrall, sofreram uma série de revézes em sua viagem pela região chamada Barrens , no centro-leste de Kalimdor. Embora os Orcs tivessem ajudado os Cairne Bloodhoof e os poderosos guerreiros Taurens, muitos Orcs começaram a sucumbir devido à sede de sangue que os tinham corrompido por anos. O maior tenente de Thrall, Grom Hellscream, traiu a Horda e se entregou aos seus instintos. Ele e seus leais guerreiros Warsongs avançaram para o norte dos Barrens , em direção às florestas de Ashenvale , e lá eles se confrontaram com as antigas Sentinelas dos Elfos Noturnos que há séculos protegiam a região . Certo de que os Orcs tinham voltado a sua sede por sangue, o semi-deus Cenarius surgiu para impedir os planos de Hellscream e tentou expulsá-lo de novo para o sul .
Hellscream e seus Orcs, enfurecidos e com um ódio sobrenatural , conseguiram matar Cenarius e corromper as antigas florestas locais . No final das contas, Hellscream conseguiria se redimir e resgatar sua honra ajudando Thrall a derrotar Mannoroth , o senhor demônio que tinha amaldiçoado a linhagem dos Orcs com ódio e raiva. Com a morte de Mannoroth, a maldição de Sede de Sangue da linhagem dos Orcs finalmente chegaria ao fim.
Enquanto Medivh trabalhava para convencer Orcs e Humanos da necessidade de uma aliança, os Elfos Noturnos lutavam contra a Legião Flamejante como podiam. Tyrande Whisperwind, a Alta Sacerdotisa imortal das Sentinelas dos Elfos Noturnos, batalhava para impedir que os demônios e undeads infestassem as florestas de Ashenvale. Tyrande percebeu que ela precisava de ajuda, assim ela teve a idéia de despertar os Druidas Elfos Noturnos dos mil anos de sono. Chamando seu antigo amor, Malfurion Stormrage, Tyrande teve sucesso ao recompor suas defesas e fez a Legião recuar. Com a ajuda de Malfurion, ela começaria a derrotar a Legião e seus aliados, a Scourge.
Enquanto Malfurion procurava por mais Druidas hibernando para recrutá-los , ele achou a antiga prisão subterrânea na qual ele tinha prendido seu irmão, Illidan. Convencido que Illidan os ajudaria contra a Legião, Tyrande o soltou. Embora Illidan os ajudasse durante um tempo, ele fugiu para ir atrás de seus próprios interesses.
Os Elfos Noturnos se superaram lutando com muita determinação contra a maléfica Burning Legion. A Legião nunca tinha deixado de desejar a Fonte da Eternidade , agora situada em seu novo lago aos pés do Monte Hyjal , e fonte da força da Árvore Mundial , no coração do reino dos Elfos Noturnos. Se o ataque na Árvore tivesse êxito, a vida estaria ameaçada e os demônios acabariam literalmente com o mundo.

A Batalha do Monte Hyjal

Sobre a orientação de Medivh, Thrall e Jaina Proudmoore - a líder das forças humanas em Kalimdor - perceberam que eles teriam que superar suas diferenças. Semelhantemente, os Elfos Noturnos, conduzidos por Malfurion e Tyrande, concordaram que eles teriam que se unir a eles se eles quisessem defender a Árvore Mundial. Unidas por um propósito nobre , as raças de Azeroth trabalharam para fortalecer as energias da Árvore Mundial ao seu extremo. Autoriazado pelas últimas defesas do mundo de Azeroth, Malfurion obteve sucesso em soltar a fúria primitiva de Nordrassil, destruindo Archimonde totalmente e cortando assim a corda que ligava a Legião à Fonte da Eternidade. Incapaz de drenar o poder da Fonte , a Burning Legion se destroçou diante do poder combinado das raças mortais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.stefanellotech.hd1.com.br
Zackaryn
Admin
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 18/12/2009
Idade : 29
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   7/4/2010, 13:29

Capítulo 5 - Parte II

Warcraft III: O Trono Congelado

Durante a invasão da Legião a Ashenvale, Illidan foi libertado de sua prisão subterrânea depois de dez mil anos de cativeiro. Embora ele buscasse satisfazer seus libertadores , logo mostrou sua verdadeira face e consumiu as energias de um artefato warlock muito poderoso conhecido como o Crânio de Gul'dan. Fazendo isso, Illidan desenvolveu aparência demoníaca e seu poder aumentou imensamente. Ele também ganhou algumas das velhas recordações de Gul'dan - especialmente as da Tumba de Sargeras , um calabouço-ilha que diziam guardar os restos do Titã Escuro, Sargeras.
Enlouquecido por seu enorme poder e livre para vagar no mundo mais uma vez, Illidan planejava ambiciosamente sua escala de poder . Porém, Kil'jaeden confrontou Illidan e lhe fez uma oferta que ele não pôde recusar. Kil'jaeden ficou enfurecido pela derrota de Archimonde no Monte Hyjal, mas ele tinha preocupações maiores que vingança contra as raças de Azeroth naquele momento . Sentindo que sua criação, o Lich King, estava crescendo muito poderoso e fora de seu controle, Kil'jaeden mandou Illidan destruir Ner'zhul e acabar de uma vez por todas com a Scourge Undead. Em troca, Illidan receberia um poder imensurável e um verdadeiro lugar entre os Lords da Burning Legion.
Illidan concordou e imediatamente pensou em destruir o Trono Congelado, o Iceberg no qual o espírito do Lich King residia. Illidan soube que ele precisaria de um poderoso artefato para destruir o Trono Congelado. Usando o conhecimento que ele tinha e as recordações de Gul'dan, Illidan decidiu procurar a Tumba de Sargeras e reivindicar os restos do Titã Escuro. Ele cobrou algumas dívidas antigas dos Highborne e atraiu as Nagas Serpentes de suas tocas no fundo do Grande Oceano. Conduzidas pela esperta Bruxa Vashj as Nagas ajudaram Illidan a chegar às Ilhas Brokens onde a Tumba de Sargeras estava localizada segundo a lenda.
Com a partida de Illidan e as Nagas, a Diretora Maiev Shadowsong começou a caçá-los. Maiev tinha sido a carcereira de Illidan durante dez mil anos e agora ela voltou com o objetivo de recuperar o fugitivo . Illidan enganou Maiev e seus Guardas e teve sucesso reivindicando o Olho de Sargeras . Com o poderoso Olho em sua posse, Illidan viajou para a cidade dos feiticeiros, Dalaran. Fortalecido pelas linhas de poderes da cidade, Illidan usou o Olho para lançar um destrutivo feitiço contra a fortaleza de Lich King, na cidadela de Icecrown , no distante continente de Northrend. O ataque de Illidan quebrou as defesas do Lich King e rompeu o céu do mundo. No momento final, o feitiço destrutivo de Illidan foi parado quando seu irmão Malfurion e a Sacerdotisa Tyrande chegaram para ajudar Maiev.
Sabendo que Kil'jaeden não ficaria satisfeito com seu fracasso de destruir o Trono Congelado, Illidan fugiu para outra dimensão estéril conhecida como Outland , onde estavam as sobras de Draenor, a terra natal dos Orcs. Lá ele planejou escapar da ira de Kil'jaeden e planejar seus próximos passos. Depois do sucesso em parar Illidan , Malfurion e Tyrande voltaram para casa na floresta de Ashenvale para comandar seu povo de perto. Porém, Maiev não deixaria Illidam escapar tão facilmente, e seguiu-o até Outland, determinada a fazer justiça.

O Surgimento dos Blood Elves


O flagelo (Scourge) Undead tinha transformado Lordaeron e Quel'Thalas essencialmente em uma impestiada e tóxica Terra de Pragas (Plagueland). Havia só alguns grupos de resistência da força da Aliança. Um destes grupos , consistindo principalmente de High Elfs ( Elfos Superiores ), foi conduzido pelo último da dinastia Sunstrider: o Príncipe Kael'thas. Kael, um poderoso feiticeiro, cresceu longe da decadente e dividida Aliança. Os High Elfs , afligidos pela perda de sua pátria , decidiram se chamar Blood Elves ( Elfos Sangrentos ) , em honra dos milhares de High Elfs mortos na invasão de suas terras . Eles ainda trabalhavam arduamente para manter a Scourge à distância , e sofreram grandemente por estarem sem o poder que o Sunwell lhes dava. Desesperado para achar uma cura para o vício de sua raça por magia , Kael fez o inconcebível: abraçou a ascendência do Highborne e seu povo e se uniu a Illidan e as Naga na esperança de achar uma nova fonte de poder mágico para alimentar o vício seu povo. Os chefes restantes da Aliança condenaram os Blood Elfs como traidores e os expulsaram .
Sem lugar para ficar, Kael e seus Blood Elfs seguiram Lady Vashj para as Outlands para ajudar na batalha contra a implacável Maiev , que tinha acabado de recapturar Illidan. As Naga combinando suas forças com dos Blood Elfs , conseguiram matar Maiev e soltar Illidan de sua prisão. Estabelecido em Outland, Illidan juntava suas forças para uma segunda guerra contra o Lich King e sua fortaleza , em Icecrown.

Guerra Civil nas Plaguelands

Ner'zhul, o Lich King, soube que seu tempo era curto. Preso ao Trono Congelado, ele suspeitou que Kil'jaeden enviaria seus agentes para destruí-lo. O dano causado pelo feitiço de Illidan tinha rompido o Trono Congelado; assim, o Lich King perdia seu poder a cada dia que passava. Desesperado para se salvar, ele chamou seu maior criado mortal que estava ao seu lado: o Cavaleiro da Morte ( Death Knight) , Príncipe Arthas.
Embora seus poderes fossem se esvaecendo devido à fraqueza de Lich King, Arthas tinha estado envolvido em uma guerra civil em Lordaeron . Metade das forças Undeads remanescentes , lideradas pela banshee , Sylvanas Windrunner , organizou um golpe para controlar o império Undead e tirá-los do domínio do Lich King . Arthas, convocado à Northrend pelo Lich King , foi forçado a deixar a Scourge nas mãos de seu tenente, Kel'Thuzad , assim como a guerra em andamento nas Plaguelands.
No final das contas, Sylvanas e seus Undeads rebeldes (conhecido como os Forsaken) reivindicaram a importante e arruinada cidade de Lordaeron para eles. Construindo seu próprio covil sob a cidade destruída de Lordaeron , os Forsaken juraram derrotar a Scourge sob o domínio do Lich King também expulsar Kel'Thuzad e seu exercito para fora de suas terras.
Debilitado, mas determinado a salvar seu mestre, Arthas alcançou sozinho as Northrend , quando esbarrou com as Nagas de Illidan e os Blood Elfs , que esperavam por ele . Arthas e seus aliados Nerubians confrontaram-se com as forças de Illidan para defender o Trono Congelado.

O Lich King Triunfante

Mesmo debilitado, Arthas alcançou o Trono Congelado primeiro. Usando sua espada runeblade, Frostmourne, Arthas quebrou a prisão fria de Lich King e o capacete encantado de Ner'zhul . Arthas colocou o incrível e poderoso capacete se tornando o novo Lich King. Os espíritos de Ner'zhul e Arthas se fundiram em um único ser poderoso, da maneira que Ner'zhul tinha planejado. Illidan e suas tropas foram obrigadas a fugir para Outland em desgraça, enquanto Arthas se tornava uma das entidades mais poderosas que o mundo já tinha visto.
Atualmente Arthas, o novo Lich King imortal, reside em Northrend ; ele rumou para reconstruir a fortaleza de Icecrown. Seu tenente leal, Kel'Thuzad , comanda a Scourge nas Plaguelands . Sylvanas e os Forsaken rebeldes vivem nas Clareiras de Tirisfal ( Tirisfal Glades) , uma pequena parte do reino fragmentado pela guerra.

O Velho Ódio - A Colonização de Kalimdor

Embora a vitória tivesse sido das raças mortais , as cicatrizes no mundo pós-guerra eram evidentes . A Scourge e a Burning Legion destruíram quase tudo em Lordaeron , e também fizeram estragos maciços em Kalimdor. Havia florestas para curar, mortos para enterrar, feridas no corpo e na alma para cicatrizarem e pátrias por reerguerem. A guerra tinha ferido cada raça profundamente, mas uma tênue trégua intranqüila entre a Aliança e Horda foi estabelecida na tentativa de facilitar a reconstrução de seus reinos . Um novo começo ............
Thrall havia conduzido os Orcs ao continente de Kalimdor , onde fundaram uma nova pátria com ajuda de seus irmãos Taurens. Nomeando a nova terra de Durotar , em homenagem ao pai de Thrall assassinado , os Orcs ali se estabeleceram e reconstruíram sua sociedade que uma vez havia sido gloriosa. Agora que a maldição do demônio terminou , a Horda mudou de um agressivo para uma coalizão mais solta, dedicada a sobrevivência e prosperidade em lugar de conquista apenas . Ajudados pelos nobres Taurens e os espertos Trolls da tribo de Darkspear, Thrall e seus Orcs esperavam por uma nova era de paz em suas terras.
As forças restantes da Aliança sobre o comando de Jaina Proudmoore se instalaram no sul de Kalimdor. Perto da costa oriental do Pântano Dustwallow, eles construíram uma cidade porto nas terras escarpadas de Theramore. Lá, os humanos e seus aliados anões s trabalharam para sobreviver em uma terra que sempre seria hostil a eles. Embora os comandantes de Durotar e Theramore mantivessem a tentativa de trégua um ao outro, a frágil tranqüilidade não parecia ser duradoura .
A paz entre os Orcs e Humanos foi quebrada pela chegada de uma volumosa frota da Aliança em Kalimdor. A poderosa frota, sob as ordens do Principal Almirante Daelin Proudmoore (pai de Jaina), tinha deixado Lordaeron antes que Arthas tivesse destruído seu reino. Tendo velejado durante árduos meses, o Almirante Proudmoore estava procurando por qualquer sobrevivente da Aliança que pudesse achar .
A armada de Proudmoore posou uma seria ameaça à estabilidade da região. Sendo um herói renomado da Segunda Guerra, o pai de Jaina era um forte inimigo da Horda, e ele foi um determinado soldado em exterminar os Orcs quando habitavam os Reinos do Leste , antes que os Orcs pudessem estabelecer uma posição segura nas terras de Kalimdor. O Almirante já demonstrava evidentes sinais de psicose e uma tendência insana ao derramamento de sangue de Orcs , até a extinção dessa raça .
Então , o Almirante Proudmoore forçou Jaina a tomar uma terrível decisão: apoiá-lo em uma batalha contra os Orcs e trair seu pacto, ou lutar contra seu próprio pai para manter a frágil paz que a Aliança e a Horda tinham finalmente atingido. Depois de muito refletir, Jaina escolheu ajudar Thrall a deter seu insano pai . O Almirante e seus comandados iniciaram a invasão de Durotar , mas os Orcs de Jaina barraram a invasão e expulsaram as forças de Proudmoore pai . Infelizmente o Almirante morreu em batalha antes que Jaina pudesse se reconciliar com ele ou pudesse provar a ele que os Orcs não eram mais aqueles monstros sanguinários do passado , pois haviam se libertado do pacto diabólico . Por sua lealdade, os Orcs permitiram que as forças de Jaina voltassem para casa em Theramore seguramente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.stefanellotech.hd1.com.br
protoss

avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 12/01/2010

MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   8/4/2010, 18:17

santo google e ctrl c ctrl v
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zackaryn
Admin
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 18/12/2009
Idade : 29
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   9/4/2010, 00:33

Lógico, vc queria que eu tivesse criado a história???

rabbit
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.stefanellotech.hd1.com.br
Scotsummers

avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 19/12/2009
Localização : rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   11/4/2010, 07:17

como grande fa de HQ, de varios generos e tb fa de mitologia, das mais diversas origens, brasileira, grego-romana, japonesa, etc... gostei paks de tudo isso q vc postou e digo mais "mandou bem!" rapaz, nao sei se por gostar disso e do q faz ou por falta do q fazer, lol... brincadeira... foi muito bom ver algo alem do jogo aki. pode-se dizer q mandou cultura, msm q digam q seja cultura "inutil", pq a utilidade depende d quem esteja afim de ler, ou como podem dizer gastar seu tempo, diria passar o seu tempo. Bom caso nao pareça to so elogiando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zackaryn
Admin
avatar

Mensagens : 101
Data de inscrição : 18/12/2009
Idade : 29
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   11/4/2010, 07:28

Valeu Scot! Very Happy

Realmente eu postei a história do WoW, para fugir um pouco do jogo e cultivar o bom e velho Roleplay...

Como já mestrei vários anos de RPG (livros), esse tipo de histórias me interessa muito.

Realmente foi um pouco de falta do que fazer, pois nem sempre no meu serviço é tão agitado.
E também postei pra quem quisesse e tivesse tempo pra ler, que se interesse como nós.

Uma boa história, não é de se despresar. E compartilhar cultura, é enriquecer uma sociedade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.stefanellotech.hd1.com.br
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 5   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 5
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1 - A Invasão
» Long-gone London: Capítulo V – A fuga para um novo começo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Guilda Harbingers of Chaos :: World of Warcraft :: História World of Warcraft-
Ir para: